Primeiro-ministro da Austrália diz que foi chamado para “fazer a obra de Deus” Junto com sua esposa, Morrison agradeceu as orações dos cristãos de todo país.
27/04/2021 23:49 em Mundo Cristão

Na semana passada, durante a conferência da Australian Christian Churches, na Gold Coast, o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, revelou que buscou um sinal de Deus durante a campanha eleitoral de 2019.

O primeiro cristão a ocupar o cargo, afirmou que ele e sua esposa, Jenny, foram chamados para fazer a obra de Deus.

Morrison descreveu o mal uso da mídia social como uma obra do maligno para acabar com a sociedade, e convidou seus companheiros crentes a orar contra esse efeito.

Os australianos não estavam acostumados com um primeiro-ministro evangélico no cargo, e mesmo assim ele deixou bem claro durante a sua campanha eleitoral sobre a sua , e também que era um cristão pentecostal, logo ele escreveu a sua vitória como um “milagre”.

 

O vídeo do seu discurso na conferência não foi compartilhado por suas redes sociais ou páginas oficiais, a transmissão foi pela Igreja Cristã Vineyard, e depois divulgado pela Rationalist Society.

Deus falou com ele

O primeiro-ministro pediu orações ao público, e também revelou que na noite da eleição seu pastor lhe deu um conselho: Usar o que Deus colocou em suas mãos… para fazer o que Deus colocou em seu coração”.

Morrison contou que a última quinzena antes da campanha eleitoral foi muito difícil e ele pediu um sinal para Deus, antes de visitar a Galeria Jen Duncan na Costa Central de New South Wales, quando ele chegou no local ele viu uma foto de uma águia voando.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!