Governo Bolsonaro vai buscar “analfabetismo zero”
22/11/2018 20:12 em Mundo Cristão

"Como a gente vive no século XXI com 9% da população analfabeta?", questiona Onyx Lorenzoni.

 escolha do ministro da Educação do governo de Jair Bolsonaro tem envolvido o maior número de especulações até agora. Nomes foram aventados pela imprensa e desmentidos pelo presidente eleito.Enquanto não é anunciado o titular da pasta, o ministro da transição, Onyx Lorenzoni, revelou que algumas diretrizes já foram estabelecidas. Uma delas é buscar o analfabetismo zero.

 

“Queremos como política de governo que o governo Jair Bolsonaro possa a partir deste mandato buscar o analfabetismo zero. Como a gente vive no século XXI com 9% da população analfabeta?”, enfatizou.

O futuro ministro da Casa Civil disse ainda que eles estão cientes que há um problema estrutural no sistema atual. “Nós não podemos ter as crianças na oitava série sem saber ler e escrever. Não podemos ter nossos jovens chegando à universidade sem capacidade de resolver uma equação simples, ou sem capacidade de fazer interpretação de textos”, avalia.

O Ministério da Educação investe atualmente mais da metade dos recursos na educação superior pública. Mesmo assim, o governo não deverá mudar isso. “A gente não vai desvestir um santo para tapar outro”, avisa.

Por sua vez, Bolsonaro voltou a afirmar nesta quinta, 22, que ainda não há definição sobre o Ministério da Educação. Um dos nomes que surgiu com força e teria o apoio da bancada evangélica é o procurador regional da República do Distrito Federal, Guilherme Schelb.

 

Defensor do projeto Escola Sem Partido, Sheclb já se posicionou favorável ao tema em comissão especial sobre o assunto em 2017. Ele também afirma ser contra “discussão de gênero” nas escolas. 

Fonte Gospel Prime

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!