Celebração de Halloween em igrejas evangélicas gera revolta
04/11/2018 19:39 em NA MÍDIA

Cristãos conservadores acreditam que “limites foram ultrapassados”

Igrejas evangélicas fazendo dentro de seus templos eventos alusivos ao Halloween durante o mês de outubro não é uma novidade. Contudo, a decisão de algumas delas em fazer verdadeiros “cultos temáticos” está gerando revolta de grupos tradicionais. Comentários nas redes sociais deixam claro que “limites” foram ultrapassados

Pastores permitiram que pessoas fantasiadas de fantasmas, esqueletos, vampiros e lobisomens subam ao palco, cantem, dancem e “assombrem” os fiéis que participam das celebrações.

O caso de maior destaque foi na “Church by the Glades” em Coral Springs, Flórida. O líder da megaigreja, David Hughes, apostou em uma série de mensagens ao longo do mês de outubro, chamadas “Spooktacular”. Os títulos dos seus sermões mesclavam narrativas bíblicas com “medos comuns” das pessoas. Segundo ele explicou, trata-se de uma oportunidade de atrair não cristãos e oferecer “pura diversão”.

Durante o período de louvor, superproduções que incluíam músicas seculares, como “Scream”, de Michael Jackson, ou “Superstition” de Stevie Wonder.

“Todos nós temos esqueletos assustadores no armário. Seja algo que nos aflige há anos ou algo que aconteceu ontem, todos nós estamos tentando escapar da assombração que vem dos erros do passado. Junte-se a nós enquanto falamos sobre deixar o passado no passado e tentar seguir em frente para cumprir nosso propósito em Cristo “, diz o site da igreja.

 

Concurso de fantasias

Chet Gallagher, um missionário do Tennessee, chamou atenção nas redes sociais ao compartilhar uma série de vídeos mostrando como igrejas fizeram decorações “assustadoras” e eventos em seus estacionamentos que atraíam crianças e adultos.

Um desses vídeos mostra a Journey Church, na cidade de Lebanon. É possível ver que foi criada uma superestrutura, onde os visitantes sentem-se num “parque temático” cheio de imagens que claramente pretendem causar medo.

“Estamos na frente de uma igreja cristã, amigos”, disse Gallegher, enquanto mostrava com seu celular pessoas com fantasias de Halloween andando pelo estacionamento. Como algo tão demoníaco pode ser exibido em uma das maiores igrejas de Lebanon?”, questionou.

Em outras publicações, o missionário compartilhou imagens de um “concurso de fantasias” na Igreja Batista de Shop Springs. Quase todas elas mostravam cenas que pareciam saídas de algum filme de terror de baixo orçamento.

Logo outros usuários das redes sociais começaram a criticar as ações e postar o que acontecia em suas próprias cidades. A Igreja CityLight em Omaha, Nebraska, realizou um “Zombie Walk”.

“Mais de 1.000 participantes vestidos de zumbis se reunirão no estacionamento de nossa igreja. Vamos oferecer comida e uma cabine de fotos grátis. Esta será uma ótima maneira de deixar a cidade saber quem somos!”, diz a chamada do evento.

Na Igreja de Lake Forest, no Mississippi, o pastor Christopher Sykes promoveu uma série de sermões com o tema “Ghost” [Fantasma], abordando a pessoa do Espírito Santo. Muitos internautas não gostaram da comparação.

Fonte Gospel Prime

COMENTÁRIOS