ONU defende cantor que chamou Jesus de travesti
05/08/2018 21:57 em NA MÍDIA

Marco Feliciano rebate: “ONU nunca se manifestou sobre a perseguição aos cristãos”

As declarações do cantor pernambucano Johnny Hooker, que chamou Jesus de “bicha” e “travesti” tiveram repercussão mundial. Embora o artista poderá responder na justiça brasileira por vilipêndio acabou ganhando um apoio de peso.

Na noite desta quarta-feira (1), o perfil oficial da ONU Brasil no Twitter defendeu o cantor: “Usando a arte para sensibilizar a sociedade sobre os direitos das pessoas LGBTI, o cantor Johnny Hooker é Campeão da Igualdade da Campanha ‘Livres e Iguais’ no Brasil. Saiba mais sobre o artista e seu trabalho na ONU”.

Logo abaixo, afirmava: “Solidariedade a Johnny Hoocker – contra os ataques de ódio e discriminação”.

 
ONU Brasil @ONUBrasil
 
 

Usando a arte para sensibilizar a sociedade sobre os direitos das pessoas , o cantor @JohnnyHooker é Campeão da Igualdade da Campanha no Brasil.

Saiba + sobre o artista e seu trabalho na ONU: http://bit.ly/JohnnyHookerONU 

            </div>
        </div>
        <div class=

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!